veneno

Um veneno 10 vezes mais forte do que ácido sulfúrico

venenoEste poderoso veneno é produzido apenas por uma pequena aranha que mede entre 8 a 30 mm. Esta aranha, considerada por muitos como a mais perigosa do género Loxosceles, a aranha-violinista também conhecida como aranha-marron.

O veneno da Loxosceles laeta é potencialmente mortal dependendo da relação inóculo-massa de cada individuo. A sua acção é essencialmente proteolítica e necrolítica (dissolve poderosamente os tecidos). Contém poderosas enzimas proteolíticas que destroem tudo o que tenha proteínas, sendo 10 vezes mais poderoso o seu efeito que a queimadura com ácido sulfúrico, já que o veneno tem alto poder de penetração. Em casos extremos pode produzir a putrefacção da pele.

venenoTem cor marron e apresenta marcas na dorsal do tórax com uma linha negra que parte dali e é parecido com um violino cujo pescoço aponta para a parte posterior da aranha, o que deu origem ao seu nome nas zonas onde se fala a língua inglesa, fiddleback spider (“aranha de violino”). A fêmea é maior e de opistosoma mais prominente do que o macho, sendo também mais perigosa.

Capaz de reagir rapidamente, esta aranha pode correr velozmente em busca de refúgio, escondendo-se em fendas com não mais de 5 mm ou saltando até 10 cm de altura. É assustadiça e bastante rápida a correr, podendo andar até 15 km/h, o que a torna mais veloz do que as outras aranhas (especialmente a aranha tigre).

A sua teia tem um desenho desordenado e irregular, e geralmente fica localizada em perfis com forma de angulo recto (esquinas), a partir de onde tece uma rede horizontal em forma de rede. De cor branca e textura felpuda, é pouco efectiva para a caça aérea de insectos. Um só individuo detectado implica pelo menos dois indivíduos presentes perto da área (60 m²).

As mordeduras sérias formam uma chaga necrosante, que destrói o tecido mole e pode durar meses e menos frequentemente levar anos para sarar, deixando cicatrizes profundas. Inicialmente poderá nem sequer haver nenhuma dor após a picada, mas com o passar do tempo, a ferida pode ficar tão grande como 10 polegadas (25 cm) em casos extremos. O maior problema é quando uma pessoa foi mordida por uma destas aranhas, mas apresenta um quadro clínico que muitas vezes não é detectado a tempo após ser hospitalizado porque as picadas podem demorar até sete horas para causar danos visíveis; os efeitos sistémicos mais sérios podem acontecer nesta altura, como o veneno de qualquer tipo que se espalha por todas as partes do corpo em poucos minutos.

Entre outros efeitos estão: febre, taquicardia, hematúria, hemoglobinúria, náuseas, vómitos, hemólise, coagulação intravascular disseminada (CID), falha dos rins, coma, hipotensão, falhas de consciência e convulsões, que se podem manifestar após 24 a 48 horas.

O que pensa disto? A boa notícia é que estas aranhas apenas atacam apenas em caso de defesa pessoa, pelo que basta olhar com atenção para a roupa que vamos vestir e onde pomos as mãos.

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...