espaço exterior

Panspermia: a teoria científica da origem da vida na Terra que afirma que todos somos extraterrestres

PanspermiaConheces uma teoria sobre a origem da vida na Terra chamada Panspermia? Segundo os defensores desta hipótese, os seres humanos poderão ter vindo de qualquer parte do universo, e não exclusivamente deste planeta. Mais ainda, provavelmente teríamos sido concebidos no espaço exterior na forma de organismos vivos que foram trazidos para este mundo por cometas e meteoritos que aqui caíram.
Panspermia natural

O que é a Panspermia?

A panspermia é uma teoria baseada na ideia que a vida foi trazida para a Terra vinda do espaço em meteoritos e cometas que abrigavam formas de vida primárias. As moléculas orgânicas existentes nestas rochas espaciais terão estado na origem da vida, a qual terá posteriormente evoluído até aos nossos dias.
Panspermia dirigida

Panspermia natural e dirigida

Os investigadores e cientistas que defendem a panspermia como sendo a origem da vida na Terra, defendem ainda dois tipos de teorias, a natural e a dirigida.
Panspermia

Panspermia natural

A panspermia natural baseia-se na formação da vida na Terra de forma aleatória e normal, através de rochas que chocaram contra o nosso planeta e que continham organismos vivos.
espaço exterior

Panspermia dirigida

Como habitualmente, em volta da panspermia costuma haver algumas teorias mais atrevidas e conspiratórias. Neste sentido, existem pessoas que acreditam que a chegada de organismos à Terra foi «um processo artificial e dirigido». Nesse sentido, a panspermia dirigida estabelece que os microorganismos que originaram a vida na Terra terão aqui chegado de forma deliberada, ou seja, terá havido “alguém” que os enviou deliberadamente e de forma planeada para cá. Também cabe destacar por esta ordem de ideias que a panspermia dirigida move-se em duas direcções. Por um lado temos o envio de organismos para a Terra para criar vida, e do nosso planeta para o exterior para fazer a mesma coisa noutros mundos que orbitam em estrelas próximas de nós.

Quem sabe? Talvez a missão Voyager 1, o objecto fabricado pelo ser humano que está mais longe da Terra, carregue microorganismos destinados a formar vida em planetas exteriores quando alcançar algum sistema solar dentro de alguns milhares de milhões de anos. Sabe-se, por outro lado, que existem organismos capazes de sobreviver no vazio do espaço exterior. Mais ainda, cientistas da Estação Espacial Internacional referem a existência de formas de vida microscópicas que aderiram às paredes externas da nave.
extraterrestre

Seja como for, a panspermia tem tantos defensores como detractores. Serão os microorganismos capazes de sobreviver ao brutal impacto de um meteorito contra a Terra? Não morrem ao sofrer alterações de temperatura tão extremas? De momento, a única coisa que temos são teorias e centenas de perguntas sem resposta.

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...