Ludwig van Beethoven

Excentricidades curiosas de 7 personalidades históricas famosas

Excentricidades curiosas 7 surpreendentes costumes de 7 célebres personalidades históricas, incluindo três famosos cientistas.

 

Os excrementos de Joseph Stalin

estalineO líder soviético acreditava que a melhor forma de conhecer outra pessoa era através dos seus excrementos, tendo até um departamento inteiro da polícia dedicado à análise da porcaria de amigos e inimigos.

O exame de fezes que mais o obcecou foi o de Mao Tse Tung. Quando este visitou a URSS, Stalin mandou até alterar o sistema de canalização para conseguir obter uma amostra do cocó do líder chinês.

O laboratório de excrementos de Stalin apenas foi mais tarde encerrado por Nikita Khrushchev.

 

O anão de Tycho Brahe

Tycho BraheO astrónomo dinamarquês do século XVI, considerado o observador mais importante do universo antes da invenção do telescópio, acreditava que as pessoas de baixa estatura tinham poderes sobrenaturais.

Como era permitido na época, adquiriu um anão chamado Jeep que mantinha enroscado debaixo da mesa quando comia. Brahe colocava-o a ler os pensamentos das pessoas e a prever o futuro.

 

A bússola de Charles Dickens

Charles DickensO famoso escritor tinha várias excentricidades. Olhava-se ao espelho e penteava-se dezenas de vezes por dia, e mudava constantemente o mobiliário das divisões da casa que utilizava.

Era ainda obcecado com o norte e escrevia sempre de frente para esse ponto cardeal, valendo-se de uma bússola para se posicionar com precisão. Dormia também voltado para norte.

 

As lavagens de Ludwig van Beethoven

Ludwig van BeethovenAntes de começar a compor, o célebre músico lavava a cabeça, os braços e as mãos com água fria até ficar quase totalmente encharcado, acreditando que isso favorecia a sua criatividade.

Por vezes era mesmo preciso avisá-lo para parar porque a água estava a infiltrar-se para o piso inferior da casa.

 

O braço de Stonewall Jackson

Stonewall JacksonO general confederado movia-se sempre com o braço esquerdo levantado, acreditando que isso era necessário para se equilibrar, pois seria mais pesado de um dos lados do corpo.

Foi mesmo ferido duas vezes no braço levantado. A segunda vez foi durante a Batalha de Chancellorsville, quando foi ferido pelos seus próprios homens durante uma missão nocturna, que não o reconheceram.

O braço acabou por ser amputado e pouco depois morreu em consequência das feridas, tendo o membro cortado ido com ele para o túmulo.

 

As pérolas e o número 3 de Nikola Tesla

Nikola TeslaEste cientista brilhante odiava tanto as pérolas que não se aproximava de mulheres que as usavam. Numa ocasião mandou para casa a própria secretária por esta estar a usar um colar.

Tinha também uma obsessão doentia em relação ao número 3, fazendo tudo nessa quantidade ou em seus múltiplos. Utilizava 18 guardanapos (3 mais 3, vezes 3).

 

A escada pessoal de Henry Cavendish

Henry CavendishO eminente químico do século XVIII que descobriu o hidrogénio e a composição da água era incrivelmente tímido.

Comunicava com os criados através de recados em papel e mandou construir uma segunda escada em casa apenas para seu uso pessoal.

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...