minotauro

A lenda do Minotauro

minotauroA lenda do Minotauro. Os filhos de Rei Minos, um dos descendentes de Europa e Zeus, foram (segundo conta a mitologia), Ariadne, Fedra, Glauco, Deucalião, Catreu e Androgeu. Era precisamente este último, o favorito do monarca dado que era um jovem atleta capaz de vencer qualquer rival que se lhe opusesse. Desta forma, de entre os filhos que teve com Pasifae, Androgeu era o seu predilecto.

Mas a desgraça chegou à corte do Rei Minos quando após uns jogos importantes em honra da deusa Atena, deusa da sabedoria, Androgeu, que tinha saído vencedor dos jogos, caiu morto devido à ira do povo de Atenas que não pôde suportar a sua vitoria, (outra versão diz que morreu devido A ferocidade do Touro de Maratona). Quando Minos soube da terrível noticia, a fúria e a dor apoderaram-se dele e jurou vingar-se de todos os atenienses existentes à face da Terra. A primeira coisa que fez foi ordenar ao seu exército que marchasse contra a cidade e tentar tomá-la a qualquer preço. E assim foi…

Posteriormente e já no uso do seu novo poder, estabeleceu uma serie de terríveis leis para Atenas, uma das quais se destacava pela sua crueldade, a de que anualmente e por um período de nove anos, sete jovens varões e sete jovens donzelas deviam ser enviados para Creta e serem conduzidos ao labirinto de Knossos, do qual era impossível sair, sendo oferecidos para morrer devorados por um ser que era metade humano e metade touro, o temível Minotauro, nascido da união entre Pasifae e um touro branco, (desta vez Zeus também teve algo a ver, mas já não era ele transformado na besta como quando raptou Europa).

Mas aconteceu que após três anos, o jovem Teseu, filho de então Rei de Atenas, Egeu, sentiu que tinha de fazer alguma coisa para por termo à situação e sobre tamanha crueldade sobre o seu povo. Então ofereceu-se como voluntário para entrar no labirinto, esperando desta forma vir a matar o Minotauro e libertar qualquer ateniense que se encontrasse no labirinto. Reza a lenda que mesmo o próprio Minos tentou-o convencer a não ir, pois pertencia à nobreza.

Ariadne, filha de Minos, impressionada pela figura e valor de Teseu, propôs-se a ajudá-lo. Aproveitando um momento em que se encontravam a salvo dos olhos e ouvidos alheios, a jovem colocou na mão do príncipe um novelo de fio de ouro e um punhal e instruiu-o a esconder ambos os objectos debaixo das suas vestes, rogando-lhe que confiasse nela.

E assim fez Teseu. Entrou no labirinto e foi desenrolando com cuidado o fio que lhe tinha sido entregue pela bela Ariadne, que se encontrava a prender uma das pontas à entrada. Quando se encontrou frente ao Minotauro, bateu-se valorosamente contra o mostro e empunhando a arma que levava escondida, conseguiu matá-lo. Depois apenas teve de enrolar novamente o fio e voltar à entrada do labirinto. Após libertar os atenienses que ainda estavam vivos dentro do labirinto, dali saiu como vencedor.

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...