O manto da invisibilidade pode estar próximo de ser descoberto

O manto da invisibilidade pode estar próximo de ser descoberto

Em 1897, H.G. Wells criou um cientista capaz de se tornar invisível modificando o seu índice de refracção para um valor próximo do do ar, de tal forma que o seu corpo não fosse capaz de absorver nem reflectir a luz. Para os mais jovens, temos o caso de Harry Potter, com o seu manto manto de invisibilidade que lhe permite mover-se livremente pelo Colégio Hogwarts de Magia e Feitiçaria.

Recentemente Elena Semouchkina, uma professora associada da Universidade Tecnológica do Michigan, encontrou um método para capturar os raios de luz visíveis e redireccioná-los em volta de um objecto tornando-o invisível ao olho humano. O seu trabalho baseia-se na óptica de transformação, desenvolvida e aplicada para a resolução de problemas de invisibilidade dos cientistas britânicos John B. Pendry e Ulf Leonhardt em 2006.

Tal e como explica a autora:

Imagine que está a olhar directamente para um objecto situado em frente a uma fonte de luz. O objecto seria invisível para os olhos do observador se os raios de luz forem desviados em volta do objecto, evitando a dispersão, e se acelerados ao largo destas trajectórias curvas para alcançar o olho como se precedessem directamente da fonte de luz na ausência do objecto.

De forma simples, os raios de luz rodeariam o objecto e alcançariam o olho do observador sem que este se apercebesse da existência de um objecto pelo meio. “Veríamos a fonte de luz directamente através do objecto” explica Semouchkina.

Até à pouco tempo, não existiam materiais com os valores de permeabilidade necessários para curvar e acelerar os feixes de luz. No entanto, os “meta-materiais” que foram estudados pela primeira vez à 40 anos pelo cientista russo Victor Veselago e implementados pela primeira vez no ano 2000 por Pendry no Imperial College de Londres, tornam-no agora possível, tal como é explicado por Semouchkina.

 

Via | National Science Foundation

 

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...