Zombies

Zombies: a vida dos mortos

ZombiesZombies: a vida dos mortos. O cinema popularizou esta figura, a qual gera pavor, mas também uma grande atracção. Trata-se de um morto ressuscitado, através de algum feitiço ou magia como por exemplo o vudu. O mais curioso é que, aparentemente, estes seres realmente existem.

Em finais dos anos trinta do século XX, a escritora de folclore norte-americana Zora Neale Hurston, conheceu no Haiti um caso de uma mulher que foi enterrada viva, a qual foi vista cerca de trinta anos depois pelos habitantes locais mas convertida em zombie.

A narradora interessou-se pelo tema e descobriu, através de rumores, que os zombies existiam; mas que em vez de estarem mortos, estavam sob os efeitos de drogas que os privavam de vontade própria.

Em 1982, o antropólogo e etnobotânico canadiano Wade Davis, que também estava interessado na lenda dos zombies viajou para o Haiti, onde comprovou que se podia converter pessoas em zombies através do uso de substâncias psicotrópicas. A sua investigação foi publicada em dois livros: The Serpent and the Rainbow (1985) e Passage of Darkness: The Ethnobiology of the Haitian Zombie (1988).

Por outro lado, Davis deu ainda a conhecer a historia de um homem que garantiu ter sido vítima desta prática, para trabalhar como escravo numa plantação. Definitivamente, no Haiti acredita-se na existência de zombies, no entanto ainda não existem provas científicas que o certifiquem.

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...