stephen hawking

Queres conhecer a tese de doutoramento do Stephen Hawking?

stephen hawkingStephen Hawking na sua passagem por este mundo deixou-nos várias lições sobre a vida, o universo, os buracos negros e a perseverança, sobretudo pelo fato de estar limitado por uma doença incapacitante que o manteve paralisado até ao final dos seus dias, mas sem nunca se deixar derrotar por esta: a esclerose lateral amiotrófica.

E foi apenas três anos após o diagnóstico desta doença, quando tinha apenas 24 anos de idade, em 1965, que publicou a sua tese de doutoramento que lhe trouxe a reputação de ter uma das mentes mais brilhantes da prestigiada Universidade de Cambridge, em Inglaterra.

Compraz-nos saber que este trabalho -antes reservado apenas à leitura de alguns afortunados-, agora se encontra ao alcance de todos na Internet.

tese de doutoramento do Stephen Hawking?

A tese de doutoramento de Stephen Hawking está disponível online

Logo que se tornou pública a notícia sobre o livre acesso à tese de doutoramento de Stephen Hawking no ano passado, que a página da Universidade de Cambridge, onde se encontra disponível o documento, colapsou em menos de 24 horas porque houve 60 mil pessoas que a tinham descarregado.

Talvez nunca houvesse tantas pessoas anteriormente a interessar-se pela leitura deste tipo de trabalhos académicos, que eram apenas exclusivos para uso interno na Universidade de Cambridge. No entanto, “As propriedades de um Universo em expansão”, título da tese de doutoramento de Stephen Hawking, transformou-se em tempo recorde no arquivo mais consultado no portal. A razão é muito simples: foi devido à inquestionável popularidade do lendário cientista que aproximou as estrelas mais de nós. Estás pronto para conhecer um pouco da mente do grande Stephen Hawking?

O arquivo tem de 134 páginas de pura genialidade. Nelas são analisadas as implicações e consequências da expansão do universo, concluindo que “as galáxias não se podem formar em resultado do crescimento de perturbações que inicialmente eram pequenas”.

Mas a Universidade de Cambridge não tomou uma decisão forma arbitrária sobre a publicação da tese de doutoramento de Stephen Hawking. Na realidade, a divulgação foi consentida pelo próprio cientista. Quando a Universidade solicitou a sua autorização para divulgar a tese, Hawking expressou o seu entusiasmo através destas palavras:

“Ao tornar a minha tese de doutoramento de acesso livre, espero inspirar as pessoas em todo o mundo a olhar para cima, para as estrelas, e não para os seus próprios pés; a questionarem o nosso lugar no universo e a tentar encontrar um sentido no cosmos. Qualquer um, em qualquer lugar do mundo, deve ter acesso livre e sem obstáculos não só à minha investigação, como também à investigação de cada mente grande e inquisitiva em todo o espectro da compreensão humana.”

tese de doutoramento de Stephen Hawking?Continua,

“cada geração recai sobre os ombros daqueles que desapareceram antes deles, tal como o fiz quando era um jovem estudante de doutoramento em Cambridge, inspirado pelo trabalho de Isaac Newton, James Clark Maxwell e Albert Einstein. É maravilhoso escutar como muitas pessoas mostraram interesse em descarregar a minha tese. Espero que não fiquem decepcionados agora que finalmente têm acesso a ela!”

Ficarmos decepcionados? Claro que não. O grande Stephen Hawking inspirou-nos de várias formas e continuará a fazê-lo com a sua tese de doutoramento que podes ler aqui. Este é um trabalho que qualquer pessoa que goste de ciência deve ter à mão para que a sabedoria de Hawking penetre na sua mente. Para além de ser motivador, espero que as gerações presentes e as futuras decifrem mais mistérios sobre o cosmos, até porque ainda há muito caminho a percorrer nesta matéria.

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...