slenderman

O curioso fenómeno do Slenderman ou homem esguio

slendermanSlenderman ou “homem esguio” (tradução livre)  é uma espécie de “meme” criado na Internet em 2009 num concurso fotográfico. Foi a mente de Erick Knudsen que deu vida a esta figura grotesca, um homem demasiado alto, demasiado magro, e com uns membros que lembram a figura de um ser aracnídeo. É pálido como uma névoa, como um vazio aterrorizante e uma figura que perturba as pessoas, causando alucinações e desespero nas suas vítimas, especialmente crianças. É um fenómeno que ganhou fama na Internet mas que já teve graves consequências na vida real.

 

A lenda do Slenderman ou homem esguio e as suas consequências

homem esguioEric Knudsen criou, sem saber o que iria suceder posteriormente, um autêntico fenómeno carregado de fanatismo,curiosidade e terror. Imaginou um ser horrível para criar umas fotos de um ser estranho com as quais ganhou um concurso. Participou com várias fotos a preto e branco onde apareciam crianças acompanhados de uma figura sinistra, algo difusa e inquietante. Era o Slenderman, um ser alto e esguio vestindo um traje negro, de onde saiam umas garras sinistras. Para o criar, baseou-se em alguns contos de H.P Lovecraft, Edgar Allan Poe e Stephen King.

As imagens não tardaram a tornar-se virais na Internet. Mas não foi apenas isso. As pessoas começaram a editar imagens e vídeos. Aos poucos o homem esguio começou a ganhar vida na Internet. Foram criados jogos de vídeo como “Slender: The eight pages”,  e até mesmo curtas-metragens que podem ser vistas no YouTube. Este ser sinistro tem mais de 250.000 seguidores em todo o mundo, e muitos dos seus vídeos já atingiram mais de 55 milhões de visualizações.

A reprodução no mundo do cinema não demorou a chegar graças a alguns filmes independentes, e sobretudo as campanhas que foram feitas através da Internet que conseguiram reunir 10.000 dólares em pouco tempo.

Isto é algo que não se entende muito bem, uma vez que as “virtudes” do Slenderman não vão para além de fazer o mal e raptar crianças com as suas longas garras. O problema é que a sua presença obscura e hipnótica pode ser uma autêntica obsessão para muita gente, nomeadamente para grande parte da população juvenil.

O Slenderman está associado às florestas, pode deslocar-se a grande velocidade e por vezes pode transmitir às suas vítimas a chamada doença de Slender, onde estas caem num estado de paranóia, acompanhado de delírios, pesadelos e hemorragias nasais.

Com efeito, a própria BBC chama ao fenómeno Slender Man, o primeiro “grande mito da Internet”, e a verdade é que tudo isto seria apenas uma anedota ou moda juvenil, se o fenómeno não tivesse saído desse meio em que nasceu: a Internet.

Há já algum tempo que duas adolescentes americanas com 12 anos atacaram uma colega numa floresta. Tentaram mesmo matá-la com 19 facadas para tentar impressionar esse ser das florestas, esse homem esguio e sem rosto que gostar de fazer mal às crianças: o Slenderman. Felizmente que a jovem não morreu, mas foi um acto horrível e espantoso ao mesmo tempo.

Psicólogos, sociólogos e educadores procuram agora uma razão para justificar este fenómeno. Que sinistro mecanismo é esse através do qual alguém pode sentir uma autêntica devoção por um ser que habita no fundo dos pesadelos mais negros?

Imagens via GroxTheMaster em Deviantart e Pixabay

3

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...