lua

Sabes porque a Lua é o satélite mais singular do Sistema Solar?

luaA Lua tem sido, é, e sempre será objecto de debate e de mistério para o ser humano. Ao longo dos séculos da nossa civilização que temos admirado e sonhado com o nosso satélite natural. No entanto, há certas particularidades que fazem com que este seja o corpo mais singular de todos quantos orbitam em redor dos diversos planetas do Sistema Solar. Vamos aqui dar a conhecer algumas dessa curiosidades.

a lua

A proximidade em relação ao Sol

Hoje em dia, a Lua é o satélite mais próximo do Sol em todo o Sistema Solar. Dado que a Terra é o terceiro planeta por ordem de proximidade ao nosso astro rei, e pelo facto de nem Mercúrio nem Vénus (os planetas mais próximos do sol) não terem nenhum corpo associado, a nossa querida Lua é a mais quente de todas as rochas que giram em torno dos seus anfitriões.

luas

O tamanho da Lua em relação à Terra

Embora a Lua não seja o maior satélite do Sistema Solar, detém no entanto um meritório quinto lugar. Por essa razão há cientistas que consideram que estamos num sistema planetário binário, embora a teoria mais bem aceite pela maioria seja que o nosso satélite nada mais é do que isso, ou seja, apenas um satélite natural.

Não obstante, a proporção de massa e diâmetro entre a Terra e a Lua é de uma por cada 81 vezes e de um por 3,6 respectivamente, pelo que não existe nenhum outro exemplo em todo o Sistema Solar, uma vez que todos os outros satélites são muito menores em proporção, tal como acontece nos casos de Júpiter, Saturno, Úrano e Neptuno.

Marte possui dois satélites, Deimos e Phobos, mas são muito pequenos e irregulares. O único exemplo comparável seria o caso de Plutão e Caronte, em que ambos têm tamanhos semelhantes, mas Plutão é um planeta anão e também um caso único.

sistema solar

A solidão da Lua

Outro facto que torna a nossa Lua um caso excepcional é a sua solidão. A Lua é o único satélite natural com uma orbita solitário em torno do respectivo planeta. Marte tem dois satélites, como referimos anteriormente. Em Plutão já foram descobertos até agora 5 luas na sua orbita. Se falarmos dos gigantes gasosos, então os corpos que orbitam em seu redor são às dezenas e centenas.

Por isso é curioso que a Lua seja tão grande e solitária no seu eterno devir em volta da Terra, apesar do ser humano ter construído um grande número de satélites artificiais que a acompanham e que nos tornam a vida mais fácil. Com efeito, é graças a eles que podes estar agora a ler este artigo e a desfrutar dos conteúdos d’ “A Terra em Marte”.

Resta ainda referir que a Lua está tão próxima da Terra que a vemos como se tivesse o mesmo tamanho do Sol. Este efeito óptico apenas pode ser apreciado a partir da superfície da Terra.

lunarPor tudo isto, aproveita e desfruta do nosso querido satélite porque é um caso único e singular no nosso Sistema Solar.

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...