collants

Quem inventou os collants?

collantsAs meias e os collants converteram-se em clássicos imprescindíveis do vestuário feminino. Protegem as mulheres do frio no inverno e dão um toque de classe às suas pernas durante o verão, mas desde quando são usados os collants?

Os collants têm pouco mais que meio século de vida. À medida que a mulher foi desempenhando mais funções dentro da vida laboral e social, o seu vestuário também se foi adaptando as estas mudanças. A origem desta peça imprescindível a qualquer mulher, está em Ethel Boone, uma mulher grávida que em 1953 regressava de uma festa de comboio, juntamente com o seu marido Allen Gant. Ethel queixava-se dos incómodos de vestir meias, ligas… e todo um conjunto de roupa interior que provocavam desconforto nas suas pernas. Todas estas peças eram exigência do protocolo ou etiqueta social da época e provocavam uma série de incómodos que se tornavam insuportáveis para mulher grávidas, como era o caso da esposa de Gant.

Ao chegar a casa Ethel demonstrou ao seu marido que apenas com um pouco de habilidade era possível dar às suas pernas algum descanso e conforto. Assim, com uma agulha e um fio de cozer uniu as meias e as ligas. Este novo design da senhora Boone foi levado pelo marido aos laboratórios da fábrica onde trabalhava, tendo dali saído os primeiros “panti-legs”, que começaram a ser comercializados no ano de 1959.

A aceitação da peça não foi muito boa inicialmente. As mulheres viam-na como um capricho e não como um artigo de necessidade. Mas, uma vez mais, os ditames da moda deram um pequeno empurrão rumo ao sucesso: a partir dos anos 60 aconteceram uma série de mudanças na forma de vestir feminina (entre as quais se incluíam saias mais curtas e tamanhos mais pequenos) para as quais os novos collants eram imprescindíveis.

A partir daí generalizou-se o seu uso. A experimentação e criação de novos materiais, como o nylon ou o spandex, permitiram que estas novas meias se tornassem acessíveis a todas as bolsas.

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...