Qatar Bahrain Causeway – A maior ponte do mundo

Qatar Bahrain Causeway – A maior ponte do mundo

Os países do Médio Oriente continuam na senda de construção das maiores obras de engenharia do mundo. Se já tinham o maior hotel, mais alto arranha-céus, ou o maior parque aquático, 2010 será o ano da maior ponte do mundo.

O projecto chama-se Qatar Bahrain Causeway (também conhecido como Qatar Bahrain Friendship) e começará a ser construída entre a costa oeste do Qatar e a costa leste do Bahrain a partir deste ano. Segundo informações oficiais, a ponte devia ter começado a ser construída em Maio de 2008, tendo sido adiada por razões económicas. Estima-se que a construção terá a duração de quatro anos e meio, e empresas como a KBR de Houston, a francesa Vinci Construction, a alemã Hochtief Construction AG, e a Qatari Diar Real Estate Investment Company, se encarregarão com o desenvolvimento do projecto.Qatar Bahrain Causeway - A maior ponte do mundo 1

A ponte, estima-se que terá um custo de mais de dois biliões de dólares, terá uma extensão total de 40 km, 22 km de ponte e 18 km de acessos. Além disso, terá também ferrovias com 13 metros de largura. Até agora, o trajecto entre o Bahrain e o Qatar, em comboio, tinha uma duração de quatro horas e meia, mas com a nova ponte este trajecto reduzir-se-há para uns meros 30 minutos.

Com tantos dados, é difícil ter uma ideia da magnitude desta obra. Mas se dissermos que a ponte é 1215 vezes o tamanho de uma baleia azul, ou quatro vezes e meia o tamanho do Monte Evereste, talvez seja mais fácil de o visualizar. Esperamos ansiosos pela conclusão das obras, para podermos contemplar essa nova maravilha da engenharia.
Qatar Bahrain Causeway - A maior ponte do mundo 2
Mais informações:

Wikipédia

1

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...