Pimenta versus terroristas

Pimenta versus terroristas

Os militares indianos possuem uma nova arma para combater o terrorismo: a pimenta mais picante do mundo. Após vários testes, o exercito resolveu utilizar a pimenta-fantasma, conhecida por bhut jolokia – uma pimenta do tamanho de uma pulga – para produzir granadas lacrimogéneas e imobilizar indivíduos suspeitos.  A bhut jolokia foi inscrita, oficialmente, no livro dos Recordes do Guiness em 2007 como sendo a pimenta mais picante do mundo. Segundo a escala de Scoville, que mede a intensidade das pimentas, contém mais de um milhão de unidades (o tabasco contém apenas 5000). O coronel R. Kalia, porta-voz do Ministério da Defesa de Nova Deli, afirmou: “Após numerosos testes, a granada-pimenta foi considerada segura – facto cientifico confirmado pela Organização para a Pesquisa e Desenvolvimento (DRDO, organismo responsável pelas pesquisas militares)”. Para R.B. Srivastava, responsável pelo departamento de ciências naturais no quatel-general da DRDO, “esta arma não-tóxica tem todas as características para ser eficaz: o seu odor picante permite sufocar os terroristas”.

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...