Pedras em movimento

Pedras em movimento

Desde há mais de 50 anos, rochas de todos os tamanhos, inclusive algumas maiores do que um homem, movem-se sozinhas num local chamado Racetrack, no Vale da Morte, uma larga extensão desértica da Califórnia (Estado Unidos). Os geólogos já deram muitas voltas à cabeça para resolver este mistério sem nunca chegarem a uma conclusão definitiva. Não obstante, um grupo de investigadores acredita ter finalmente encontrado a razão para que as pedras se movam sozinhas.

Muitas são as teorias para explicar o fenómeno, como a gravidade ou terramotos, mas uma delas, é a que parece reunir mais consenso sobre as demais: lâminas de gelo formadas pela agua que surge periodicamente à superfície poderão ser responsáveis pelo deslizamento das rochas.

Um estudo dirigido pelo Centro Goddard de Voos Espaciais, parece confirmar as suspeitas. Segundo este estudo, durante o inverno, pequenos “colares” de gelo formam-se ao redor das pedras quando a agua do lago flui sob o terreno.

Segundo publica a edição online da revista National Geographic, onde são mostradas fotos da investigação, os investigadores chegaram a esta conclusão, após colocar diminutos sensores debaixo do solo para controlar os fluxos de agua. A equipa descobriu que os sensores registaram temperaturas de congelação da agua em Março, o que criaria as condições ideais para que o gelo formasse os tais “colares”.

Embora nem todos os cientistas estejam de acordo com esta explicação, pois muitos consideram que é necessário também a existência de ventos fortes para que se produza o movimento, bem como não explica como as rochas mudem de direcção repentinamente, ou mesmo “decidam” fazer marcha atrás.

As rochas chegam a mover-se tão rápido como o faria uma pessoa, e parecem mesmo ter vida própria Em algumas ocasiões deslizam até paralelamente, quando uma delas muda de rumo e se dirige para a esquerda ou a direita, ou mesmo segue na direcção contraria.

Estes detalhes são conhecidos pelos rastos que deixam, pois nunca ninguém as viu em movimento. Tendo em conta a tecnologia actual de câmaras e vídeos, estes detalhes são no mínimo desconcertantes.

E tu tens alguma teoria sobre este estranho fenómeno?

2 Responses

  1. Paulo
    Set 17th
  2. Wilson
    Set 17th

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...