pessoas a serem cruxificadas

Sabias que ainda há países com pessoas condenada à pena de morte por crucifixação?

pessoas a serem cruxificadasEnquanto na maior parte do mundo está aberto o debate para abolir a pena de morte, ainda existem alguns países onde existe não só a pena de morte, como esta pode ser executada por crucifixação.

Infelizmente, a pena de morte não só é ineficiente para combater os delitos, como ainda existe o risco de se poder matar alguém inocente, se este não tiver recursos suficientes para se defender durante o julgamento.

Em alguns países, a pena de morte continua vigente e, pior ainda, embora nos seja difícil conceber a ideia, esta é aplicada com métodos tão selvagens e retrógrados como a crucifixação.

Queres saber onde ainda são crucifixadas pessoas? Então vê o resto deste artigo.

crucifixação

Há países onde hoje em dia ainda se crucifixam pessoas? A verdade é que sim!

O país ao qual nos estamos a referir é a República do Sudão, onde a sentença de morte pode ser executada por diversos métodos como a forca, a lapidação, com a “lei de talião” ou justiça retributiva e por último com a crucifixação. São todos castigos verdadeiramente atrozes e, aplicados com base no tipo de delito cometido de acordo tanto com a legislação Penal do Sudão, com a Lei Islâmica (Sharia) e o Hudud (castigos impostos por Deus).

Desta forma são condenados à pena de morte por crucifixação, todos aqueles que tenham cometido um roubo à mão armada. Naturalmente que o acusado também tem uma série de direitos ou garantias durante o julgamento, como não ser obrigado a assumir a culpa, direito a apelar, a receber cuidados médicos, estar a salvo de qualquer dano e poder chamar um advogado (mas só se for homem, porque se for uma mulher é feito um julgamento sem qualquer advogado a representá-la ou a defender os seus interesses).

Condenações deste tipo são aplicadas sem quaisquer reservas até a menores, pois segundo a legislação do Sudão, são responsáveis pelos seus actos, todas aquelas pessoas que já alcançaram a puberdade, que mostrem os sinais naturais da mesma e tenham alcançado os 15 anos de idade. Usando esta definição de “adulto”, foi condenado à morte no ano de 2009 um rapaz apenas com 17 anos.

Evidentemente que tanto as leis, como as penas impostas pela justiça da República do Sudão violam uma série de Direitos Humanos, como a protecção do direito à vida e a protecção contra os maus tratos ou penas cruéis, desumanas ou degradantes, entre muitas outras.

Mas, apesar de todos os pedidos e críticas ao Sudão, ainda não ouve qualquer alteração desta situação. Segundo os últimos dados disponíveis (referentes a 2014), as execuções realizadas ascendem pelo menos a 23.

Imaginavas que ainda havia países onde era aplicada esta pena de morte?

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...