sibéria

Como vivem as pessoas em Oymyakon? Um dos lugares mais gélidos do planeta

sibéria

As condições extremas em que vivem os habitantes de Oymyakon fazem-nos olhar para estas pessoas, de que pouco se fala, como uma espécie de super-humanos. Porque será? Basta pensar como será viver o dia-a-dia com temperaturas na ordem dos 60 graus negativos… é um verdadeiro desafio diário.

Conhece esta aldeia onde vivem cerca de 500 pessoas, que fica no nordeste da República da Iacútia ou Sakha (em russo), na zona este da Sibéria, e onde se enfrentam diariamente algumas das temperaturas mais baixas do nosso planeta.

Oymyakon

Como vivem as pessoas em Oymyakon?

Se o simples pensamento de imaginar como seria morar num dos lugares mais gélidos do planeta nos faz gelar até as pupilas, a verdade é que não queríamos experimentar a sensação de viver realmente em Oymyakon.

Oymyakon tem uma população com perto de 500 habitantes que resistem ao clima extremo da região, apesar do inverno neste lugar ser dos mais severos que existem, sobretudo durante os primeiros meses do ano em que se chegaram a registar temperaturas baixíssimas de até 70 graus negativos.

Fazer atividades tão simples como ir à casa de banho é um verdadeiro desafio diário. O clima extremo faz com que as tubagens estalem em Oymyakon. Por esta razão as famílias construíram casas de banho exteriores que são basicamente latrinas cavadas na neve e cobertas com paredes de madeira onde o frio entra facilmente.

As ruas costumam estar desoladas. Apenas de vez em quando se avistam pessoas a caminhar sobre as enormes camadas de gelo e exibindo as típicas pestanas congeladas da Sibéria. Os seus corpos já se adaptaram ao clima, no entanto é compreensível que prefiram resguardar-se a maior parte do tempo dentro de casa, aquecendo-se ou ingerindo bebidas conhecidas pelas suas propriedades para acalmar o frio (sim, estamos a falar de vodka). A verdade é que devem detestar as baixas temperaturas de Oymyakon.

russia

Ter apenas uns 28 dias de sol por ano não será precisamente do agrado da maioria dos habitantes locais, nem de ninguém. Mais ainda quando as condições climáticas especiais de Oymyakon obrigam os habitantes do lugar mais gélido do mundo a fazer as coisas de uma forma completamente diferente do resto dos comuns mortais. Veja-se, por exemplo, que são obrigados a ter uma dieta à base de carne congelada, pois é completamente impossível cultivar nestas terras.

Andar de carro é outro dos inconvenientes de habitar um lugar como este porque as baterias dos veículos deixam de funcionar quando as temperaturas são inferiores a 45 graus negativos. Desta forma, embora a maioria das pessoas disponha de um automóvel com o qual poderiam evitar uma longa caminhada neste congelador gigantesco, os carros mantêm-se protegidos até que as condições climatéricas se tornem um pouco mais favoráveis para circular sem correr o risco de ficar parado a meio do caminho.

Sem dúvida que este é um lugar brutal onde até custa crer que é possível sobreviver. E tu? Tinhas coragem de visitar Oymyakon?

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...