Obsolescência

Obsolescência programada: tecnologia a curto prazo

Obsolescência programada“Já não fazem as coisas como antigamente”. Esta é uma frase típica que as pessoas mais velhas costumam dizer frequentemente quando alguma coisa se estraga antes do previsto. Mas se calhar têm razão e agora tudo tem uma data de validade. Neste artigo vou falar um pouco sobre a obsolescência programada e sobre uma curiosa lâmpada. Espero que gostem.

 

Obsolescência programada

Trata-se de uma táctica pela qual um produto fica obsoleto, estragado ou simplesmente deixa de funcionar.

Muitas vezes compramos um telemóvel novo, com a última tecnologia, e no mês seguinte já não serve para nada, as actualizações não funcionam, etc… Esta é uma técnica que obriga o consumidor a renovar o seu produto.

Mas não é apenas isso. Por exemplo, antigamente as sapatilhas duravam vários anos, mas a verdade é que agora estragam-se em pouco tempo, descosem-se ou a sola fica rapidamente gasta.

Pior ainda, os carros não são como antes. Eu conduzo um carro com treze anos, tem poucos quilómetros, é verdade, mas repito, tem treze anos. Quantos carros conhecem que têm a matrícula posterior a 2003, por exemplo, que já não estão em grande estado e que os donos estão a pensar em trocar? Isto acontece porque as coisas hoje em dia são feitas para durar menos e para obrigar as pessoas a gastar mais dinheiro.

Obsolescência

Os problemas deste “truque”

Este não é um problema apenas para o nosso bolso, mas também um problema para o meio ambiente. Quando nos desfazemos de um carro, um frigorífico ou qualquer outra coisa, estamos a criar resíduos que ao serem processados contaminam o meio ambiente. E o mesmo acontece quando é fabricado um novo.

Em todo o mundo são gerados 7.000.000.000 kg de resíduos apenas num só dia. Quantos não serão apenas à conta deste “truque”?

 

Lâmpada “imortal”

Uma lâmpada que está quartel dos bombeiros de Livermore, na Califórnia, está acesa há mais de 100 anos. Foi ligada em 1901 e neste tempo todo apenas esteve apagada durante 22 minutos, quando o quartel foi mudado.

Dizem que o segredo está no filamento que é mais grosso do que o normal, que foi feita à mão e que em vez de ter gases inertes no seu interior o espaço não tem nada, ou seja o seu interior é simplesmente vácuo.

Há também que referir que dos 60 watts que devia gerar, apenas tem 4, mas mesmo assim continua a funcionar e não se estraga. É ou não um grande feito?

Se quiseres vê-la, existe uma câmara online para que todos a possam ver brilhar continuamente. Clica aqui para ver.

 

Sei que este artigo não tem muita ciência, mas pelo menos é curioso e é algo que todos devíamos saber, e como nos fazem consumir mais. Se uma lâmpada pode estar acesa há 100 anos, porque não muitas outras coisas? É a tal questão do lucro a todo o custo, mas se não há respeito pelo nosso dinheiro, pelo menos devia haver algum respeito pelo meio ambiente e algum cuidado com toda a poluição que isso causa. Afinal o planeta é de todos e não apenas de alguns.

Qual é que é a tua opinião acerca da obsolescência programada?

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...