zumbido de Taos

O misterioso Taos Hum

Taos Hum

Taos Hum

Um enigma que permanece no tempo e de que ainda se desconhece a origem é o misterioso zumbido de Taos (Taos Hum), que embora tenha o nome de uma localidade do Novo México (EUA), local onde apareceu pela primeira vez, é um caso que tem ocorrido um pouco por todo o mundo.

A primeira notícia sobre o fenómeno ocorreu na cidade de Taos na década de 90 do século passado, quando os seus habitantes começaram a escutar um zumbido constante durante a noite. As pessoas descreviam esse ruído como um irritante som de baixa frequência, semelhante ao de um motor, mas que aparentava vir de todas as direcções, e que em muitos casos não deixava dormir os habitantes da cidade. Quem o ouviu garante que é bastante parecido com o som de um motor a diesel fechado dentro de uma caixa, algo não muito natural.

A mesma surpresa tiveram os habitantes da vizinha localidade de Woodland, situada no Condado de Durham, onde recentemente se começou a verificar o mesmo fenómeno. No caso de Woodland, o som é muito mais audível e tem a particularidade de ocorrer entre a meia-noite e as quatro da madrugada, impedindo grande parte das pessoas de conseguir dormir. Devido ao facto de não haver por perto qualquer instalação ou máquina que pudesse explicar este som, ainda não se conseguiu determinar qual a origem do ruído. Os habitantes locais dizem que o som parece mais intenso em determinados locais das suas casas, fazendo vibrar muros e peças de cristal.

No entanto, este zumbido não está limitado a estas duas povoações, pois sabe-se que existem há décadas muitas cidades e povoações que se têm queixado de também serem afectados por este ruído, sem até ao momento haver qualquer explicação para o facto. Há imensas teorias que tentam explicar a situação, desde a acção das placas tectónicas e das correntes subterrâneas de magma, até patologias que afectam o tímpano. Também já se atribuiu o fenómeno ao facto da Terra emitir de forma constante uma vibração de baixa frequência (abaixo dos 10 mHZ), embora isso não explique como é possível ser escutado, uma vez que o nosso ouvido não consegue captar este tipo de frequência tão baixa.

Uma vez que o zumbido é mais comum em locais mais próximos do oceano, também se especula que as correntes oceânicas poderão ter algo a ver com o fenómeno, embora ninguém possa provar nada em concreto.

Por fim, aqui deixamos um pequeno vídeo para que possam tirar as vossas próprias conclusões:

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...