O mistério dos astronautas que morreram a sorrir

O mistério dos astronautas que morreram a sorrir

No dia 30 de Junho de 1971, a nave espacial soviética Soyuz XI pôs em funcionamento o seu sistema automático de aterragem, após permanecer 24 dias no espaço. Na base houve satisfação apesar de nos últimos minutos terem perdido o contacto com os astronautas Dobrovoisky, Vlokov e Patsayev.

A perda de comunicações aconteceu no momento em que atravessavam a ionosfera carregada de partículas eléctricas. Normalmente não haveria preocupação pela situação. Mas quando os técnicos abriram a saída da nave verificaram que os astronautas no seu interior estavam a sorrir, mas nenhum se moveu nem levantou a mão para saudação. Todos estavam mortos.

Em primeiro lugar pensou-se que a culpa seria da descompressão, mas a autopsia não revelou hemorragias internas. Outros sugeriram uma trombose, ou que o pânico teria conduzido a uma paragem cardíaca.

Um resposta ao mistério seria dada um pouco mais tarde pelo doutor Gultekin Gaymec, de origem turca, que ao ouvir a noticia recordou que a intensidade das cargas eléctricas presentes na atmosfera responde a certos ciclos.

Deduziu que as cargas eléctricas na ionosfera aumentaram repentinamente conduzindo a uma alcalose aguda nos astronautas soviéticos. A alcalose ou conteúdo alcalino exageradamente elevado no sangue e nos tecidos pode conduzir a uma paragem cardíaca. O anidrido carbónico presente em excesso no organismo provoca a contracção dos lábios, obrigando a mostrar os dentes, dando a ilusão de a pessoa estar a sorrir.

O médico fez provas em voluntários, descobrindo uma correlação directa entre os pacientes e os ciclos eléctricos atmosféricos: crescia o indice de sódio e colesterol. além disso os niveis de potássio desciam, e recorde-se que o potássio é vital para a correcta actividade eléctrica do coração.

Estes estudos ajudaram a que fossem feitos esforços para blindar melhor as naves espaciais, mas também para assinalar que os campos eléctricos da atmosfera, que são provocados pela actividade solar, estão directamente relacionados com outros problemas.

Na imagem acima podemos ver a infeliz tripulação da Soyuz 11, antes da tragédia.

2 Responses

  1. gabriela
    Abr 16th

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...