gatos

O gato no Antigo Egipto

gatosOs gatos eram considerados animais sagrados no Antigo Egipto. Intimamente associados ao conceito de divindade, os egípcios acreditavam que nos seus corpos transportava a alma de Bastet, deusa egípcia representada com corpo de mulher e cabeça de gato.

Conta a Historia que o culto aos gatos iniciou-se por volta de 2900 a.C. Segundo a mitologia egípcia, Rá, deus do Sol, irritado com os homens, enviou à Terra a sua filha, encarnada em Sekmet, uma leoa selvagem, para os castigar. No entanto, esta, enlouquecida, provocou um massacre e matou centenas de egípcios. Rá foi obrigado então a mandar o seu guerreiro Onuris com a missão de pacificar Sekmet. Esta tornou-se dócil perante as artes de Onuris, transformando-se então em Bastet.

A dualidade desta deusa reflecte-se na sua associação ao Sol e à Lua, de modos que Bastet, associada ao Sol é representada como uma deusa boa e amável, deusa da música e protectora da lua, enquanto Sekmet é associada à Lua e representa esse espírito misterioso e independente que caracteriza os gatos.

Tão querida chegou a ser Bastet no Egipto que inclusivamente lhe foram erguidos templos, como o de Bubasti no delta do rio Nilo.

Mas se isto é o que reza a lenda, o certo é que os gatos tinham, na prática, um estatuto social importantíssimo, pelo que a sua morte era considerada como uma tragedia na família, até ao ponto de terem que guardar luto e rapar as sobrancelhas em sinal de luto. Depois era necessário embalsamá-los e enterrá-los em grandes panteões. Tanto assim que foi mesmo descoberta uma grande necrópole onde haviam sido enterrados cerca de 300.000 gatos mumificados. Matar um gato era motivo para se ser castigado com a pena de morte já que através dos olhos destes, a deusa Bastet estava sempre a zelar pelos homens e protegia-os de todo o mal.

Era tal o culto que lhes era dedicado, que circula mesmo a lenda de que em certa ocasião, durante um ataque dos egípcios, os persas, sabedores do temor aos gatos, recolheram um grande número destes e os utilizaram como escudos contra o ataque dos egípcios. Não sabendo como evitar os gatos nem os querendo matar, os egípcios finalmente acabaram por se render.

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...