O excesso de tecnologia já não nos deixa dormir bem

O excesso de tecnologia já não nos deixa dormir bem

Uma pergunta inocente para os nossos leitores: Quanto tempo antes de ir dormir, desligou o último dos seus dispositivos electrónicos na noite passada? Ou melhor: Quem não fechou um pouco os olhos à tarde, porque ficou uma bocado a mais do que a conta a ver televisão na noite anterior, a passar em revista as redes sociais ou simplesmente a jogar na consola ou no telemóvel? A sua resposta terá sido muito provavelmente positiva. Não vale a pena dizer que não, porque certamente faz parte dos 95% das pessoas a quem isto acontece.

Hoje em dia já quase ninguém dorme bem e existe uma razão para isso. Um estudo da National Sleep Foundation avaliou a relação entre o uso de de algum tipo de dispositivo tecnológico dentro da última hora antes de ir dormir e a qualidade do sono em si. Este estudo foi levado a cabo nos Estados Unidos.

E a relação é directa. Os gadgets desajustam o relógio interno, reprimem as hormonas do sono, interrompem o dormir e geram fadiga. É certo que é um estudo efectuado nos Estados Unidos, mas o número tão pouco dista em demasia da realidade por estas latitudes.

A sondagem apurou também que uns 43% dos inquiridos raramente ou nunca dorme bem durante a semana e 60% reconhece mesmo sofrer de algum problema para dormir todas as noites ou quase.

Nessa última hora do dia o corpo precisa de baixar o ritmo, mas qualquer aparelho faz com que se continue alerta e deixa as pessoas excitadas, impedindo conciliar o sono, fazendo ressonar, despertar varias vezes durante a noite, despertar antes que do alarme e acordar com a sensação de não ter descansado nada. Isso provavelmente explica a cara que tem neste momento.

O recomendável será fazer com que o quarto, seja um lugar exclusivamente para dormir. Sem computador, televisão, radio, consolas, nada. Assim talvez pela manhã comece a ter uma cara melhor e mais apresentável…

 

2 Responses

  1. Paulo
    Mar 22nd
  2. daniel pataro
    Mar 22nd

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...