Categorias
Curiosidades

Novas revelações sobre o afundamento do Titanic

Sempre se havia pensado que o Titanic se tinha afundado porque a sua tripulação navegava demasiado rápido e não viu a tempo o icebergue que provocou o seu afundamento.

Mas agora, segundo uma nova versão do ocorrido, a tripulação viu o icebergue com bastante antecedência e chocou com a massa de gelo devido a um erro do timoneiro.

A revelação foi feita no livro intitulado “Good as Gold”, escrito por Louise Patten, a neta do comandante Charles Lightoller, o segundo oficial a bordo do Titanic. Segundo Patten, o seu avô disse à família que o oficial a cargo do leme entrou em pânico e girou a roda na direcção errada.

Quando zarpou do porto inglês de Southampton rumo à cidade de Nova York em 1912, o Titanic era a última palavra em transatlânticos de luxo. No entanto, durante a sua viagem inaugural afundou-se no Atlântico Norte, causando a morte de 1.517 pessoas.

Erros

No navio havia dois sistemas de controlo com dois comandos distintos, um em frente ao outro. Era a época de transição da navegação da vela para a navegação a vapor. O novo sistema para a navegação a vapor requeria girar o leme na mesma direcção em que se queria que navegasse o navio. Enquanto que o velho sistema implicava fazer girar o leme na direcção completamente oposta.

Muitos oficiais do Titanic, tinham estado antes ao comando de barcos à vela e estavam acostumados a trabalhar com o sistema antigo. Quando o primeiro oficial, William Murdoch, viu o icebergue a duas milhas de distância, deu a ordem de “virar a estibordo”, e a ordem terá sido mal interpretada pelo seu subordinado Robert Hitchins.

Hitchins virou o leme para a direita em vez de virar para a esquerda e ainda que quase imediatamente se tenha tentado rectificar o erro e virar na direcção correcta, já era demasiado tarde.

Mas esse não foi o único equivoco.

Acreditando que o Titanic era insubmergivel, Bruce Ismay, o presidente da White Star Line, a companhia proprietária do transatlântico, convenceu o capitão para continuar a navegar. A decisão, precipitou o afundamento do barco. Segundo Patten, a embarcação mais perto do navio estava a quatro horas, pelo que se o Titanic se tivesse mantido no mesmo local, provavelmente não teria havido mortes.

Código de honra

Lightoller, que foi o único sobrevivente que esteve na reunião final dos responsáveis a cargo do navio, decidiu ocultar o que sabia pois de acordo com o seu código de honra, sentiu que era a sua obrigação proteger o seu empregador, a White Star Line, e os seus empregados.

A sua família, manteve em segredo o que Lightoller sabia sobre o afundamento do Titanic pois a sua reputação estava em jogo.

12 comentários a “Novas revelações sobre o afundamento do Titanic”

Sinceramente..ele afundou porque tinha que afundar.
Era pra ser assim..uma coisa levou a outra, um fato fez com que outro ocorrece e pronto.
Infelizmente aconteceu…Uma porção de fatores fez con que ele naufragasse e nunca fosse retirado..independente de ter sido Deus ou falha humana.

O Titanic foi o mais luxuoso, tecnológico e mais seguro navio construido da época!!! Mas a ARROGÂNCIA DO HOMEM EM ACHAR QUE ELE ATRAVÉS DA TECONOLOGIA É O PRÓPRIO DEUS!!!… esqueceu ele o homem, que ele constói apenas máquinas!!! e Deus dá a Vida!!! E aquelas pobres almas foram para o fundo do mar para nunca mais voltar! “Que descançem em paz…”.

Mesmo não concordando com o Ariel respeito a opinião dele.
Vocês deveriam fazer o mesmo, não é só porque não acreditam em Deus que devem desrespeitar quem acredita.

Muito boas as curiosidades sobre o Titanic.

Realmente uma fatalidade. Na verdade, quando o homem duvida das forças que a natureza tem… ela sempre tem uma carta na manga…

“direcção completamente oposta” ? por ser oposta ja não é completamente por si só?! ou será que tem o “oposta a 90°” ou oposta ela metade?

Tem mais coisas que vc não falou. Se o navio batesse com a proa nada teria acontecido, ele não afundaria, pois muito dificilmente haveria algum dano em algo alem da antepara de colisao. O Titanic foi chamado de inafundável pois ele tinha compartimentagem muito acima de qualquer outro navio, ou seja ele podia ter um número maior de compartimentos alagados sem lhe causar problemas, mas por conta de azar absurdo, ou ironia do destino, o navio inafundável sofreu um rasgo no casco um pouso alem do que sua compartimentagem permitia e por isso ele afundou. Acho que tem mais motivos, mas isso faz tempo que vi e não lembro mais muita coisa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *