marte

Marte, o curioso planeta vermelho

marteMarte é o quarto planeta mais próximo do Sol, logo a seguir à nossa querida Terra. É nosso vizinho no Sistema Solar e indubitavelmente um dos planetas mais curiosos do nosso sistema planetário.

Mas o que sabes sobre este planeta? Hoje trazemos uma série de dados e curiosidades sobre o planeta vermelho.

 

Quem o viu pela primeira vez?

Pensa-se que terá sido Galileu Galilei foi o primeiro a observar Marte com um telescópio. Fê-lo no ano de 1609, quando tinha 45 anos de idade. Consegues imaginar o sentimento de ser o primeiro a observar um planeta?

 

Sabia que há partes de Marte na Terra?

Sabemos que ambos os planetas, tanto a Terra como Marte, formaram-se originalmente a partir de uma série de choques cósmicos e que foram moldados por asteróides gigantes há muitos milhões de anos atrás.

Parte dos fragmentos resultantes dos impactos em Marte acabaram a orbitar o Sistema Solar durante milhões de anos guiados por forças gravitacionais, tendo acabado por cair aqui na Terra.

 

Qual é o tamanho deste planeta?

É um erro muito comum representar este planeta com um tamanho parecido ao da Terra. Mas na realidade o planeta vermelho tem cerca de metade do diâmetro da Terra, ou seja, 6794 quilómetros.

terra

O que acontece se saltássemos em Marte?

A força da gravidade neste planeta tem menos intensidade do que aqui na Terra. Se pudesses dar um salto neste planeta irias conseguir saltar 3 vezes mais do que na Terra.

 

Tem a maior montanha do Sistema Solar

Outro dos recordes planetários que o planeta vermelho detém é o da montanha mais alta de todo o Sistema Solar. Essa montanha tem o nome de Monte Olimpo e eleva-se mais de 27 kms acima das planícies circundantes.

 

O que aconteceria aos humanos em Marte?

Se existissem humanos em Marte e não usassem um fato espacial adequado, acabariam por morrer rapidamente de forma dolorosa. O que aconteceria era que devido à pressão atmosférica marciana ser tão baixa, o oxigénio do sangue que percorre o corpo transformar-se-ia literalmente em bolhas e provocaria uma morte dolorosa e quase imediata.

 

Mais informações na Wikipédia.

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Os cookies ajudam-nos a fornecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, concorda com a utilização de cookies. Saber mais

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close