Magnetares | Os ímanes Mais Poderosos do Universo

Magnetares | Os ímanes Mais Poderosos do Universo

Já ouviste falar alguma vez dos magnetares? Os magnetares são um dos objectos mais curiosos e misteriosos de todo o universo conhecido. Estes objectos são incrivelmente pequenos, tendo em conta a imensidão do universo e possuem uma densidade surpreendente. Para além disso e como certamente já terás adivinhado pelo seu nome, têm uma grande força magnética que os transforma nos ímanes mais poderosos do universo.
magnetares

Como surgem os magnetares?

As estrelas na sua fase final explodem e transformam-me em supernovas. À medida que vão colapsando em si mesmas, vão eclipsando até se desvanecerem lentamente. Se a estrela original era muito grande, dará origem a uma estrela de neutrões após este processo. Ou, o que é a mesma coisa, dará origem a uma estrela incrivelmente densa (com o tamanho de uma pequena cidade), mas com uma matéria cujo peso supera os mil milhões de toneladas. Para além de toda essa densidade, essa estrela gira bastante rápido, centenas de vezes por segundo, o que dá origem a um campo magnético incrivelmente poderoso. Calcula-se que o seu campo magnético será aproximadamente um bilião de vezes mais poderoso que o da Terra.
Os cientistas ainda não têm certezas sobre a razão pela qual estas estrelas de neutrões são assim tão magnéticas, pois os seus campos magnéticos medem a enormidade de 1.000 biliões de vezes o da Terra. Estes valores são tão astronomicamente imensos que custa compreendê-los, não é verdade?
Desde o ano de 1979 que os cientistas estão em busca de magnetares após uma descarga de raios gama (identificada mais tarde como tendo origem no magnetar SGR 0525-66) ter provocado interrupções no equipamento espacial e anomalias na atmosfera. Desde então que cerca de 25 estrelas de neutrões, das quase 2000 que existem na galáxia, foram classificadas como magnetares, embora existam muitas mais que também o poderão ser (ou que já serão mesmo magnetares, embora não estejam activos).
magnetar

O que dá origem aos magnetares?

Do nosso ponto de vista, o de habitantes da Terra, é bom que não existam muitas estrelas deste género. Em 2004 ocorreu uma tremenda explosão na estrela SGR 1806-20, situada a 50.000 anos-luz de distância da Terra, mas que ainda conseguiu ser suficientemente poderosa para afectar de forma contundente o nosso planeta. Entre os vários danos provocados no nosso planeta, ocorreu a desactivação de vários satélites e até mesmo a atmosfera superior da Terra chegou a ficar ionizada (de forma parcial).
Por todas essas razões podes entender porque razão os magnetares ganharam o título dos ímanes mais poderosos que já foram descobertos em todo o universo, pelo menos até ao momento.
Na realidade, para que entendas como é poderoso um magnetar, podemos dizer que bastaria estarmos “apenas” a 1000 quilómetros do mesmo, que isso bastaria para nos destruir o sistema nervoso e alterar o nosso ADN ou a estrutura molecular. Apenas um pouco mais perto e a sua poderosa força gravitacional despedaçar-nos-ia literalmente em átomos.
Em resumo, os magnetares estão continuamente a enviar “rajadas” de energia extraordinariamente poderosas, embora seja algo não conseguem fazer de forma constante. Com efeito, os magnetares não conservam de maneira constante este poder assombroso. Poderá ser devido a essa libertação brutal de energia durante essas erupções que a duração da vida dos magnetares é relativamente curta. Dizemos relativamente curta porque em termos da idade do universo, 10 mil anos é quase um suspiro, embora a nós pareça uma eternidade. Isto porque são 10 mil anos o tempo que os magnetares demoram a decair e a deixar de ser um impressionante e super poderoso íman no universo.
Estudos realizados determinaram que deverá haver (aproximadamente) na Via Láctea cerca de 30 milhões de magnetares inactivos. Assim, talvez possamos dizer que os magnetares têm uma curta, mas violenta vida para poderem chegar a ter os campos magnéticos mais fortes do Universo.
A boa notícia é que o mais próximo destes gigantescos ímanes fica a milhares de anos-luz de distância, pelo que por agora os cientistas têm que se conformar em estudar estes curiosos magnetares à distância.
Pela nossa parte, continuamos a questionar-nos sobre que outros mistérios o universo nos esconde. Será que alguma vez a raça humana conseguirá resolver os grandes enigmas com que nos deparámos ao longo da história? Que poder conseguirá ter o homem para conseguir ter alguma influência no decurso do universo?
Nós, a equipa deste blogue, temos todos umas mentes curiosas e insaciáveis, pelo que fazemos estas e muitas outras perguntas acerca do papel do homem em todo este cenário.
E qual é a tua opinião sobre tudo isto? Chama-te a atenção estes incríveis mistérios do universo? És curioso e passas horas a imaginar como e porque razão o ser humano faz parte deste universo tão complexo? Deixa-nos os teus comentários a esse respeito e vamos todos tentar formular alguma resposta a estas questões. O que achas? Temos todo o gosto de conhecer a tua opinião!
3

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...