vida em marte

Há água em Marte? A NASA tem a resposta definitiva

agua em marteEsta é uma questão que os cientistas andam a fazer há muitos anos, especialmente porque a existência de água no planeta vermelho levanta também a possibilidade de existir vida extraterrestre. E caso seja encontrada vida extraterrestre, e que seja confirmada de forma fiável, isso dá-nos a confirmação que não estamos sós no universo, o que se iria tornar numa das descobertas científicas mais importantes (se não a mais importante) da história da humanidade.

Mas não nos adiantemos muito, porque para já ainda estamos longe de podermos confirmar a existência de vida extraterrestre. Mas o que não estamos tão longe de confirmar é a existência de água num dos nossos vizinhos mais próximos. Com efeito, parece que isso já aconteceu…

marte

Uma pitada de sal

Já nos anos 70 do século passado haviam sido observadas imagens do que parecia ser rios secos na superfície marciana. A até a própria NASA confirmou não há muito tempo a existência de um antigo e enorme oceano seco em Marte.

Em 2011 a ideia tornou-se ainda mais real quando a nave Mars Reconnaissance Orbiter (MRO) da NASA fotografou com uma câmara de alta definição o que pareciam ser pequenas correntes de água a sair de um monte na superfície marciana.

Mas os cientistas preferiram não tirar conclusões precipitadas até estarem seguros do que estavam a ver. Para o efeito usaram as ferramentas presentes na MRO e analisaram a composição química das supostas correntes de água. O que detectaram foram sais hidratados, um claro sinal da presença de água.

superficie marte

Summertime Blues

O mais interessante destas correntes é o facto de aparecerem apenas durante o verão marciano, quando as temperaturas são superiores a -23 °C. É ali que a água pode fluir graças os sais que reduzem o ponto de congelação da água (que noutras circunstâncias ocorreria à temperatura de 0 °C).

Finalmente sabemos que durante o verão marciano a água corre na sua superfície. As mesmas correntes detectadas pela MRO não se podem observar quando as temperaturas diminuem. Isto leva-nos a uma nova questão: de onde vem a água de Marte?

Para responder a isso, existem diversas teorias. A primeira diz que debaixo da superfície de Marte existem rochas porosas que contêm água congelada durante o inverno e que permitem que esta flua até à superfície durante o verão.

Outra possibilidade será a existência de aquíferos salinos muito concentrados que armazenam a água, não em pequenos «lagos», mas nas rochas arenosas. Uma última opção será ocorrer um fenómeno muito semelhante ao que acontece aqui na Terra, mais precisamente no deserto de Atacama, onde os sais à superfície absorvem a água da atmosfera até ficarem saturados, após o que a água fui para fora.

vida em marte

Então há vida em Marte?

Isso ainda não é possível saber. Mas para tentar responder esta questão, as principais candidatas para a exploração seriam as zonas onde foram observados estos fenómenos.

Apesar disso, as agências espaciais têm a plena consciência que não devem contaminar outros planetas com micróbios terrestres. Isto é um problema porque se existir algum micróbio “perdido” nos equipamentos de exploração, irá quase certamente contaminar as zonas onde existe água. Por essa razão é preciso muito cuidado na exploração para evitar que aconteça essa situação.

Mas seja qual for o resultado, também não devemos esperar encontrar antigas civilizações avançadas de marcianos. O mais provável, caso exista vida em Marte, é que se trate de pequenos microorganismos bastante menos desenvolvidos e muito longe da vida inteligente hostil sobre a qual advertiu Stephen Hawking.

rover

E tu o que achas? Será que existe realmente vida mais próxima da Terra do que realmente pensávamos?

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...