Guia rápido da vida dos vulcões

Guia rápido da vida dos vulcões

Quando a rocha fundida ou magma proveniente do interior da Terra sai para a superfície, forma-se um vulcão. É uma estrutura geológica através da qual emerge o magma em forma de lava e gases do interior do planeta.

Num vulcão consideram-se três partes principais:

1) A chaminé através da qual ascende o magma do interior da terra até à superfície.

2) O cone, que se forma pela acumulação de detritos expelidos pelo vulcão; Consoante o tipo de vulcão poderá haver um cone principal e vários secundários.

3) A cratera na parte superior do cone.

Os vulcões dividem-se em duas classes, conforme a forma do terreno através do qual sai o magma:

1) Central: São os vulcões típicos, nos quais o orifício de saída do magma tem a forma de cone. A estrutura mais ou menos regular deste cone depende do tipo de erupção e das características dos materiais que se libertam do interior da Terra.

2) De fissura: O orifício de saída do magma é uma fractura no terreno de forma variável e que pode mesmo ter centenas de quilómetros. Neste tipo de vulcões, a lava acumula-se originando capas horizontais e não forma o cone.

O tempo de vida dos vulcões pode variar, desde poucos meses até milhares de anos. Os vulcões não se encontram apenas na Terra, também existem noutros planetas e satélites, alguns são mesmo criovulcões pois expelem substâncias voláteis como água, amoníaco ou metano em vez de lava, e podem ser encontrados em luas geladas e, possivelmente, noutros corpos celestes a baixas temperaturas.

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...