ovos

Fatos incríveis sobre os ovos que provavelmente são sabes

ovos

Os ovos de galinha são um dos alimentos mais nutritivos e versáteis que existem. O seu consumo no dia-a-dia fazem com que sejam um ingrediente culinário que nos é tremendamente familiar e do qual pensamos saber tudo. Mas apostamos que há algumas coisas que desconheces acerca deles, quer seja porque nunca perguntaste ou devido a falsos mitos.

Embora sejam consumidos já desde a pré-história, apenas actualmente são produzidos de forma intensiva. As estatísticas sobre a sua produção são incríveis. Embora seja fácil de imaginar que se produzem muitos ovos diariamente, sobretudo tendo em conta que o seu consumo é habitual em todo o mundo, é surpreendente olhar para os números.

 

Milhares de milhões de ovos

Nos Estados Unidos são consumidos quase 70 mil milhões de ovos todos os anos, que são produzidos por cerca de 280 milhões de galinhas. Globalmente este valor alcança os 790 mil milhões e as galinhas poedoras contam-se por milhares de milhões.

Estima-se, segundo a International Egg Comission, que em todo o mundo existam cerca de 4,7 mil milhões de galinhas poedeiras. De 800 milhões a mil milhões de poedeiras estão na China; 270 milhões nos Estados Unidos; 270 milhões na UE-15; 152 milhões no Japão; 139 milhões na Rússia; 113 milhões na Índia; 106 milhões no México e 61 milhões no Brasil. Em média, uma galinha poedeira põe 300 ovos/ano.
Os maiores exportadores mundiais de ovos são os Países Baixos; no entanto, se excluirmos as operações comerciais entre os países da UE, os Estados Unidos são o maior país exportador.

No entanto, apenas uma pequena parte das galinhas se livra de passar toda a vida dentro de uma jaula, partilhando o espaço com outras em situações insuportáveis de sobrelotação, se bem que os sistemas de criação livre estão a aumentar graças à procura crescente por ovos ecológicos.

galinhasovos

Provavelmente também não saberás que milhões de pintos machos são sacrificados todos os anos porque não são válidos para a indústria do ovo, e também não se destinam à produção de carne, apenas porque pertencem a outra indústria.

Mais sobre ovos: Achas que os ovos engordam? A resposta é óbvia (como qualquer alimento, é natural que sim), mas não é isso que nos interessa. Neste caso trata-se de saber algo muito importante e que muitos desconhecem, ou seja, que os ovos podem ajudar-nos a perder peso, pois ajudam a controlar a hormona que estimula o apetite.

Foi essa a conclusão de uma investigação financiada pela American Egg Board, depois de realizar uma experiência com dois grupos de teste. Ao primeiro grupo de voluntários foi dado como pequeno-almoço cereais, e o segundo grupo comeu um ovo, tendo este segundo grupo baixado os níveis dessa hormona. Finalmente, os investigadores concluíram que a alta qualidade das suas proteínas aumentava a saciedade, e na realidade o ovo é o alimento com maior densidade de nutrientes de entre todos os que consumimos diariamente.

Por outro lado, contrariamente ao que se pensava no passado, apesar de conterem colesterol, não elevam os riscos de problemas cardiovasculares em pessoas saudáveis, pelo que se recomenda o consumo de um ovo diariamente. Ao comer um ovo deve-se cozinhá-lo de forma a aproveitar todas as propriedades da albumina, que se encontra na clara.

Se um ovo tiver duas gemas, não há nenhum problema em relação ao seu consumo. O que acontece foi simplesmente que a galinha produziu dois óvulos durante a mesma ovulação, em vez de um, como é normal e habitual. Também é frequente encontrar um ponto vermelho na gema, mas isso não é mais do que um vaso sanguíneo que se rompeu.

E para terminar, aqui ficam três truques práticos: os ovos batem-se mais facilmente à temperatura ambiente pois a clara é mais elástica, e o óleo da fritadeira salta menos do que quando está frio. Por último, se o ovo não for demasiado fresco a casca elimina-se mais facilmente.

9

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...