casa branca

Fantasmas na casa branca

casa brancaNo número 1600 da avenida Pensilvânia, na cidade de Washington DC, fica a Mansão Executiva, nome oficial da residência e conjunto principal de escritórios do presidente dos Estados Unidos da América, implantada num terreno com 7.2 hectares. O seu nome informal explica-se devido à pedra branca do imóvel, que contrasta com as construções próximas em tijolo vermelho. A primeira pedra foi colocada no dia 13 de Outubro de 1792 e a construção, em estilo paladiano (chamado assim em referencia ao arquitecto italiano Andrea Palladio), durou vários anos e contou com o trabalho de escravos, arquitectos, engenheiros e pedreiros vindos de Edimburgo, na Escócia.

O seu primeiro habitante oficial foi John Adams, o segundo presidente dos EUA, que se instalou ali em 1801 quando a obra ainda estava inacabada. Desde então e até ao presente, todos os mandatários daquele país tiveram aqui a sua residência oficial.

Em mais de 200 anos de vida activa, a Casa Branca deu origem a lendas e histórias de fantasmas. Conta-se que ali aparece Abigail Adams, a esposa do primeiro residente oficial, em especial na sala oriental, lugar onde punha a roupa a secar, dado que era a divisão mais quentes de todas.

Outro fantasma daqueles tempos é David Burns, que vendeu ao governo uma boa parte do terreno da cidade de Washington, incluindo a área correspondente à Casa Branca. No século XX, os assistentes dos presidentes Franklin D. Roosevelt e Harry S. Truman disseram tê-lo visto.

Alguns antigos presidentes ainda visitam de vez em quando o seu antigo lar. O fantasma do presidente Andrew Jackson reaparece lançando injúrias contra as pessoas que em 1840 apoiaram o seu predecessor John Quincy Adams, numa das eleições mais difíceis e disputadas na história dos Estados Unidos. Em 1945 o presidente Truman referiu mesmo tê-lo ouvido a falar.

Mas a presença mais frequente, segundo consta, será a de Abraham Lincoln, assassinado em 1865. Duas primeiras damas, Grace Coolidge (esposa de Calvin Coolidge, que governou de 1923 a 1929) e Lady Bird Johnson (mulher de Lyndon B. Johnson, 1963-1969), reportaram vários encontros com ele. As experiências mais frequentes ocorreram durante o longo mandato presidencial de Franklin D. Roosevelt (1933- 1945). Um dos testemunhos mais conhecidos é o do primeiro ministro britânico Winston Churchill, que durante uma das suas estadias na casa, disse ter visto o ex-presidente sentado num sofá em frente à lareira. As suas visitas são mais frequentes durante os períodos de crises políticas, e segundo consta, pretendem terminar algumas tarefas inacabadas por terem falecido antes do tempo.

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...