O Exorcista

Tens coragem para descobrir estes factos pouco conhecidos do filme “O Exorcista”?

O ExorcistaHoje trazemos alguns dados sobre o filme “O Exorcista”, um dos filmes de terror mais famosos da história do cinema. Foi realizado em 1973, tendo sido um dos poucos filmes do género que para além de ter sido um sucesso de bilheteira, teve também boas críticas, vencendo dois Óscares e quatro Globos de Ouro (entre eles, o de melhor filme dramático).

44 anos depois continua a ter admiradores e seguidores que continuam curiosos acerca de factos menos conhecidos que rodearam este filme.

exorcista

Descobre estes factos pouco conhecidos sobre “O Exorcista”

Talvez o facto mais importante e menos conhecido (ou recordado) sobre o Exorcista é que o papel da criança possuída, Regan MacNeil, interpretado de uma forma extraordinária por Linda Blair, contou com uma segunda actriz para algumas das cenas mais famosas da “possessão”, Eileen Dietz, que actuou em outros filmes de terror e em séries norte-americanas como Hospital Central. Ella dobrou Blair na famosa cena do vómito, e nos anos seguintes teve de pedir para ser incluída nos créditos do filme pela sua participação.

Isto não desmerece em nada a actuação de Linda Blair, que apesar de tudo não recebeu o Óscar de melhor actriz devido a um pormenor técnico, pois em algumas das cenas a sua voz “demoníaca” foi dobrada por outra actriz, Mercedes McCambridge (uma experiente actriz que já tinha ganho o Óscar nos anos 40).

Tanto Linda Blair como Ellen Burstyn, que encarnou Chris MacNeil, a mãe da possuída, tiveram problemas nas costas durante a rodagem. No caso de Burstyn, a lesão foi permanente quando foi lançada através do quarto, puxada por uma corda presa a um arnês que foi colocado para dar mais veracidade à força sobre-humana da criança. A dor expressada pela actriz nesta cena do filme foi mesmo real.

Uma consequência inesperada do sucesso deste filme foi Linda Blair ter recebido ameaças de fanáticos religiosos (acreditavam que o filme enfurecia o demónio), o que na década de 70 era levado muito a sério, pelo que a Warner Bros. contratou guarda-costas para proteger a jovem, que se mantiveram ao seu lado durante quase um ano.

filmes de terrorOutro detalhe curioso acerca do filme, e que talvez seja um dos factos de “O Exorcista” menos conhecidos, é que o actor que encarna o jovem sacerdote que administra os últimos sacramentos ao padre Karras (Max von Sydow) era e continua a ser um sacerdote católico verdadeiro, o padre William O’Malley.

Para os fanáticos dos filmes de terror hoje em dia, assoberbados pela grande quantidade de filmes sobre possessões, fantasmas e demónios, talvez seja incompreensível o medo e as reacções provocadas pelo Exorcista na década de 70, apesar de ainda haver muita gente que não se atreve a ver este filme sem estar acompanhada.

A verdade é que nessa altura foi mesmo necessário colocar paramédicos e enfermeiras em algumas salas de cinema devido à quantidade de desmaios, tendo o filme sido mesmo proibido em alguns países europeus. Em Inglaterra, por exemplo, até finais dos anos 90 era proibida a sua reprodução em cassetes de vídeo (VHS), e em certos casos foram censuradas várias cenas.

Que maior homenagem pode haver para um filme deste género do que continuar a criar medo e controvérsia tantas décadas depois de ter sido filmado?

Conheces outros factos sobre o filme “O Exorcista”? Partilha-os connosco.

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...