Esparguete a crescer nas árvores da Suíça

Esparguete a crescer nas árvores da Suíça

Todos conhecem e até já mesmo contaram algumas mentiras no dia 1 de Abril, o famoso dia das mentiras. Todas elas têm um objectivo: enganar e brincar com as pessoas. Por vezes pode haver mesmo quem engane por dinheiro, outros por fama ou prestigio, e alguns enganam apenas por prazer. Como o que veremos hoje.

No dia 1 de Abril de 1957, a BBC emitiu um programa intitulado Panorama, o qual apresentava uma enorme plantação de esparguete na Suíça. No dito programa via-se uma família a recolher pasta das árvores de esparguete e a colocá-la em cestas, enquanto o apresentador do programa, Richard Dimbley, um respeitado apresentador de televisão, dizia: “A colheita de esparguete aqui na Suíça, não tem nada a ver com a que se realiza em grande escala em Itália. Muitos de vós já viram fotos das vastas plantações de esparguete no Vale do Pó. Para os suíços, pelo contrário, é um assunto mais familiar”.

A narração continuava depois num tom de absoluta seriedade.

“Outra razão por que este ano poderia ser extraordinário está relacionada com o desaparecimento do gorgulho do esparguete, a pequena criatura cujas tropelias já causaram muitas preocupações no passado”.

Para tornar ainda mais credível a situação, no estúdio havia um colaborador que perguntou: Porque é que o esparguete a crescer nas árvores, tem sempre a mesma forma? A resposta de Dimbley foi simplesmente alucinante: “Este é o resultado de muitos anos do paciente esforço dos cultivadores de esparguete do passado, que conseguiram produzir o esparguete perfeito”.

E aparentemente a vida de um agricultor não está livre de preocupações: “As duas últimas semanas de Março são uma altura de nervos para os cultivadores de esparguete. Sempre existe a possibilidade de uma geada tardia que, mesmo não arruinando completamente a colheita, geralmente prejudica o sabor e torna mais difícil de vender a um bom preço nos mercados mundiais”.

Finalmente, Dimbley garantiu à audiência que, “para todos aqueles que gostam deste prato, não há nada melhor que um bom prato de esparguete cultivado em casa”.

Como dissemos no inicio, a emissão foi um engano, e tratava-se de uma brincadeira do dia das mentiras em Inglaterra. Pouco depois de terminado o programa, a emissora começou a receber centenas de chamadas dos telespectadores desconcertados, que queriam saber se realmente o esparguete crescia nas árvores.

Outros perguntavam como poderiam plantar a sua própria árvore de esparguete. Da emissora foi-lhes dito que deviam “colocar um ramo de esparguete numa lata, e esperar que crescesse”. A verdade desta brincadeira apenas se tornou publica no dia seguinte, e Richard Dimbley confessou que a ideia tinha-lhe ocorrido quando se lembrou do que um professor uma vez lhe tinha dito, em criança: “És tão tonto que até acreditarias que o esparguete cresce nas árvores”.

As coisas que passam na TV, acho que agora serei mais incrédulo!

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...