animais incríveis

10 Criaturas Incríveis da Fossa das Marianas | Ocultas no Abismo

A Fossa das Mariana é uma característica geológica tão massiva, tão vasta e tão imponente que faz com que o Everest pareça um pequeno monte em comparação. A Fossa das Marianas é uma ferida sob a água na crosta da Terra. É cinco vezes mais larga do que o Grand Canyon e muito, mais mesmo muito mais profunda.
Com efeito, a Fossa das Marianas é a parte mais profunda da Terra. As estimativas variam um pouco, mas nas profundezas mais negras, há uma depressão chamada o Abismo Challenger, com aproximadamente 10.984 metros (ou cerca de 10,9 quilómetros de profundidade). Se colocássemos o Monte Everest na Fossa das Marianas, ainda faltaria 2134 metros para chegar à superfície. Como pode ser explorado? O que esconderá?
animais incríveis

A misteriosa Fossa das Marianas

A Fossa das Marianas é um lugar tão estranho que até há pouco tempo os cientistas não tinham quase nenhuma pista sobre o tipo de formas de vida que ali poderiam viver.
Isto sucede porque ao submergir abaixo dos 1.000 metros, a luz do sol não chega, e a temperatura da água está a níveis pouco acima do ponto de congelação. Para além disso, a pressão da água é tão elevada que esmagaria quase qualquer criatura (ou objecto feito pelo homem).
Consequentemente esta área em particular do mar é bastante inóspita. No entanto, nos últimos anos verificou-se que existiam realmente organismos vivos a prosperar neste ambiente quase alienígena.

10 Animais que vivem na Fossa das Marianas

Para que possas ter uma pequena ideia das criaturas que existem (e que conhecemos) na Fossa das Marianas, vamos dar a conhecer alguns destes seres maravilhosamente estranhos:

O Diabo Marinho

Se um peixe tem a palavra “diabo” no nome, então é porque é seguramente estranho. O Diabo Marinho não desilude. Com um corpo disforme, dentes terríveis e olhar gelado, este animal pode devorar criaturas maiores do que ele próprio.
Numa estranha reviravolta da sua reprodução, os machos fundem-se com as fêmeas. As suas barbatanas, dentes e olhos desaparecem, juntamente com alguns órgãos internos, transformando dois indivíduos em um só.
O que resta do corpo do macho converte-se essencialmente num tanque de armazenamento de esperma que ajuda a fertilizar os ovos da fêmea quando for o momento adequado.

O Tubarão-Duende

Se conheces os filmes da série “Alien”, então vais gostar deste animal. Imagina um tubarão com um focinho saliente e de uma tonalidade rosada viscosa. Já é suficiente para que apareça nos teus pesadelos?
Podem crescer até aos 3/4 metros de comprimento. Felizmente que é pouco provável encontramos este tubarão. Se queres vê-lo pelos teus próprios olhos então dá uma vista de olhos no vídeo anterior.
Estes tubarões nadam normalmente abaixo dos 914 metros de profundidade.

O Polvo-Dumbo

É um polvo que Walt Disney poderia ter inventado para algum dos seus filmes de animação. Este polvo tem o que parece ser umas lindas orelhas, uns encantadores olhos esbugalhados e uma boca enrugada.
Ao contrário da maioria dos polvos, esta espécie não mastiga os alimentos. Simplesmente engole a presa inteira.
Se por acaso vires um polvo-dumbo no menu, então talvez não o aches tão fofinho.

O Peixe-Dragão das profundezas

Tem dentes enormes e uma cara horrível. O peixe-dragão é um assassino do abismo. Embora seja um peixe, não tem escamas mas uma pele escorregadia e viscosa que se assemelha à de uma enguia.
Tal como muitas outras criaturas das profundezas, esta espécie depende essencialmente das partes bioluminiscentes do corpo que aproveitam as reacções químicas internas para produzir um brilho misterioso.

O Peixe Duende

A luz é uma coisa rara e preciosa na escuridão do oceano. Desta forma, criaturas do abismo, tais como os peixes duende, ganharam características incomuns. Como incomuns? Bem, para começar este peixe tem uma cabeça transparente. Os cientistas pensam que esta característica pode simplesmente permitir aos peixes ter mais luz, o que lhes pode dar mais vantagens sobre a concorrência.
Só foi descoberto em 1939. Ainda não passaram cem anos desde que tivemos consciência da sua existência. Talvez por isso este peixe tão estranho ainda guarde muitos segredos, deixando os cientistas desconcertados sobre os seus padrões de ciclo de vida e reprodução. Podes vê-lo no seu habitat natural no video anterior.

Benthocodon

As medusas são animais marinhos bastante comuns. No entanto, o benthocodon é um tipo incomum de medusa que prefere viver a uma profundidade superior a 700 metros. Têm um topo arredondado, chamado sino, e ele fecha-se com cerca de 1.500 tentáculos vermelhos ténues que também usa para se mover pela água.
Embora muitos tipos de medusa sejam transparentes, a benthocodon tem uma coloração vermelha opaca no sino. Os cientistas crêem que esta cor pode ajudar a mascarar o brilho bioluminiscente dos pequenos animais que comem a medusa.

O Peixe Machado

Há mais de 40 espécies de peixe machado. Todos eles têm corpos ridiculamente finos, e muitos deles têm escamas brilhantes. A isso junta-se também uma aparência metálica. O Peixe Machado tem órgãos bioluminiscentes e pode alterar o seu brilho dependendo da quantidade de luz filtrada. É uma técnica de camuflagem inteligente. A sua luz ténue, de produção própria reduz a sua silhueta, o que dificulta a tarefa aos seus predadores.

O tubarão-cobra ou tubarão-enguia

Têm o corpo arredondado de uma enguia, combinado com a cabeça aplanada de um dinossauro. Talvez esta comparação seja até adequada, pois tal como muitos outros tubarões, esta espécie tem raízes com mais de 80 milhões de anos.
Possui seis fileiras de brânquias que adornam seu corpo e possui mais de 20 fileiras de dentes. Além disso, eles podem crescer até dois metros de comprimento! Claro que não gostaríamos de conhecê-lo.

O Polvo Telescópio

Como fantasmas do abismo, os Polvos Telescópio flutuam nas correntes mais profundas dos oceanos da Terra. Não nada especificamente em posição horizontal, tal como fazem outros animais da sua espécie, uma vez que costuma ficar suspenso verticalmente.
O seu corpo é tão claro que é quase transparente, e sobressaem dois olhos protuberantes. Estes olhos proporcionam uma visão periférica mais ampla para que os polvos possam ver os predadores e presas. Como que saídos de um filme de ficção científica, esses olhos giram também, oferecendo à criatura uma melhor maneira de ver através da obscuridade do seu refúgio profundo.

O verme zombie ou Osedax

fossa das marianas
Oficialmente chamado Osedax, pode consumir ossos duros como pedras de alguns dos maiores animais da Terra.
o verme zombie que também habita na Fossa das Marianas, segrega ácidos para ajudar a aceder ao conteúdo interno dos ossos das baleias mortas. De seguida utiliza bactérias simbióticas para transformar as proteínas e gordura do osso em nutrientes que lhe servem de alimento.
Graças a melhores e mais recentes tecnologias, os seres humanos finalmente começaram a explorar a escuridão da Fossa das Marianas. Ainda assim, este lugar é um dos mais inexplorados e desconhecidos do nosso planeta. Impressionante!
Se gostaste deste artigo, deixa-nos o teu like e ajuda-nos a partilhá-lo nas redes sociais.
11

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...