casu marzu

Casu Marzu | O incrível e perigoso queijo com minhocas

Você gosta de queijo em todas as suas formas e sabores? Mas mesmo no seu caso, é provável que a variedade que hoje vamos apresentar o enjoe mais do esperaria.
Vamos mergulhar no mundo chocante de uma das comidas mais incríveis do mundo: o Casu Marzu. Este é um queijo de minhoca da região italiana da Sardenha que está literalmente podre. Não acredita? Leia o resto deste artigo e saiba tudo.
casu marzu

O que é Casu Marzu

Casu Marzu poderia ser traduzido como “queijo podre” e o seu nome vem de um dialeto da Sardenha, a língua falada na região autónoma da Sardenha. Especificamente, é um queijo de ovelha da ilha da Sardenha (Itália) que apresenta uma clara peculiaridade: durante a fase de fermentação as moscas põem os seus ovos, que eclodem em forma de larvas. Assim, quando o queijo é aberto para consumo, a imagem é apavorante, já que centenas de vermes com cerca de nove milímetros se mexem lá dentro.
Estas minhocas crescem, alimentam-se e defecam dentro do queijo e é precisamente isso que lhe confere aquele sabor “especial” que o torna uma iguaria na Sardenha. O fato desses vermes se alimentarem de queijo, criam enzimas que ajudam a fermentar e a quebrar os ácidos gordos. Na verdade, embora esse processo possa ocorrer originalmente de forma natural, atualmente as larvas são introduzidas deliberadamente por aqueles que fazem esta impressionante variedade de queijo manualmente.

Qual é o gosto do Casu Marzu?

O seu elevado nível de acidez torna este queijo com minhocas muito forte, tanto que pica mesmo ao entrar em contacto com o paladar. Dizem que se parece com um Gorgonzola, mas é muito mais maduro. As larvas também podem ser comidas com o queijo (desde que vivas), embora também haja pessoas que decidam separá-las. Se as minhocas estiverem mortas por dentro, o queijo é considerado ruim e impróprio para consumo.
Você ficará interessado em saber que se um dia quiser experimentar o Casu Marzu consumindo também as suas larvas, deve tapar os olhos! Essas pequenas criaturas, apesar de seu tamanho minúsculo, podem pular até 15 centímetros de altura.
Se, por outro lado, preferir experimentar este queijo com minhocas sem minhocas, existe um método muito curioso. O queijo é colocado num saco de papel bem fechado. As larvas em algum ponto começarão a ficar sem oxigénio e saltarão para dentro do saco. Quando isso acontece, geralmente ouve-se um tamborilar dentro do recipiente. Assim que este som deixar de ser ouvido, o queijo é retirado do saco, sem larvas e está pronto para ser consumido.

O Casu Marzu pode ser comprado na Europa?

Como era de esperar, a venda deste queijo está proibida na União Europeia. E de fato, a sua venda também é proibida pelas autoridades sanitárias italianas, apesar de sua produção caseira não ser proibida. O Casu Marzu é considerado um queijo perigoso e pode causar muitos problemas de saúde.
Entre os efeitos colaterais deste queijo com vermes está a possibilidade de sofrer indigestão, vómitos, diarreia e fortes dores de estômago. Outro possível problema é que seu sistema digestivo não ser capaz de dissolver completamente os vermes que você está a comer. Se pelo menos um deles conseguir chegar vivo ao intestino, é bem possível que se aloje ali e comece a parasitar você, uma vez que eles também comem carne.
Como se tudo isso não bastasse, lembre-se que esses pequenos vermes são capazes de pular até 15 centímetros, então se ao colocar um pouco desse queijo na boca e um dos vermes saltar para o seu olho e você não se aperceber, eles poderão se alojar nas suas pálpebras. Arrepiante.

Existem outros queijos com minhocas, semelhantes ao Casu Marzu?

Embora em outras regiões da Itália existam variantes do Casu Marzu, este não é o único país que possui um queijo, em cuja fermentação criaturas estranhas participam.
A França e a Alemanha também têm seu próprio “casu marzu”.

Milbenkäse (Alemanha)

Milbenkäse, “queijo de ácaro” (uma tradução aproximada), é criado adicionando cominhos, sal e secando bolas de queijo quark. Depois de seco, é colocado numa caixa de madeira contendo farinha de centeio e ácaros do queijo.
Ele vai passar cerca de 3 meses nesse recipiente. A ideia é que os ácaros do queijo excretem uma enzima, contida nos seus sucos digestivos, o que faz o queijo amadurecer.
É claro que, uma vez concluído o processo, essas criaturas são consumidas juntamente com esse alimento tão curioso.
Esse tipo de queijo não é ilegal na Alemanha, já que existe uma espécie de vazio jurídico neste caso, mas é necessário ter licenças locais e que o produto seja analisado e considerado comestível.

Mimolette (França)

É um queijo que pesa cerca de 2 quilos e tem uma grande semelhança com o queijo Edam. O que entra nesta lista é a sua casca acinzentada e, como no caso anterior, é o produto da adição de ácaros do queijo à superfície do queijo.
Quanto ao sabor, quando é um mimolette jovem tem gosto semelhante ao do queijo parmesão. Se for mais velho, a sua textura torna-se cada vez mais difícil de mastigar e adquire um sabor de avelã.
Agora sim: terminamos esta apresentação do queijo com minhocas chamado Casu Marzu e encorajamos você a deixar também um comentário. Você atrevia-se a experimentar esta iguaria italiana? Você já teve a oportunidade de fazer isso e quer partilhar sua experiência connosco?
Imagem por Shardan
21

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...