As ilhas mais perigosas do mundo

As ilhas mais perigosas do mundo

As ilhas mais perigosas do mundoHoje vamos conhecer alguns destinos que não serão para qualquer turista. Assim, aviso desde já que se está à procura de paisagens naturais de sonho, festivais, música ou gastronomia, não irá encontrar nada disso aqui.

Mas por outro lado, se gosta de emoções fortes e aventura, então prepare-se para uma viagem pelas ilhas mais perigosas e fascinantes do mundo. Tem coragem para isso? Então vamos lá…

 

A Ilha das Cobras

Na Ilha das Cobras existe a maior concentração de cobras venenosas do mundo. Esta ilha fica a uns 35 quilómetros de Peruíbe, na região metropolitana do litoral sul de São Paulo, num pedaço de terra pequeno, rochoso e outrora inabitável. O seu verdadeiro nome é Ilha da Queimada Grande, e de destino paradisíaco pouco mais tem. Apesar de tudo, podia ser o cenário perfeito para rodar algum filme de aventuras, ao melhor estilo de Hollywood.

Mas o que esta ilha tem de especial é o estrondoso número de 5 cobras por cada metro quadrado. Ou seja, isto é uma visita apenas para os mais valentes. Apesar de tudo, esta ilha brasileira esconde uma natureza tão bela, quanto salvagem e perigosa. No entanto, tem uma excepcional beleza quando vista ao longe.

Com efeito, na Ilha da Queimada Grande vive uma das serpentes mais perigosas do nosso planeta, a Jararaca-ilhoa, uma espécie endémica da ilha e que segundo alguns cientistas será a cobra venenosa com o veneno mais potente do mundo.

 

Uma ilha em Veneza com um passado obscuro

E outra ilha que também podíamos considerar como sendo uma das mais assustadoras do mundo é a ilha de Poveglia, também conhecida como a ilha dos mortos. Os turistas mais ousados terão de ir até uma laguna em Veneza, na Itália, para poder descobrir um destino turístico com muita história, embora essa história possa deixar as pessoas um pouco apreensivas.

O que acontece é que a ilha de Poveglia também é conhecida como a ilha do não retorno.

Durante a época romana, a ilha foi utilizada para isolar as vítimas da peste da restante população.

Mais tarde, durante o Renascimento, a ilha era o local onde eram depositados os cadáveres das pessoas que morriam devido à peste negra (ou peste bubónica) que assolou a Europa no século XIV. Aqui, os cadáveres foram incinerados. Houve mesmo homens, mulheres e crianças que ainda foram lançados vivos para as piras crematórias. Devido a este passado negro, são poucos os aventureiros que visitam esta pequena ilha italiana…

 

Que outras ilhas perigosas e com um passado obscuro conhecem?

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...