Americana processa a Google por ter sido atropelada

Americana processa a Google por ter sido atropelada

Quando o Google Maps deu as instruções, a americana Lauren Rosenberg seguiu-as sem saber que a estrada, muito movimentada, não tinha passeio para os transeuntes. Para seu azar, ela acabou atropelada por um carro e agora decidiu processar não apenas Patrick Harwood, o motorista do carro que a atropelou, mas também a Google, culpando-a pelo acidente e pedindo uma indemnização de 100 mil dólares.

O acidente ocorreu em 19 de Janeiro de 2009, quando Lauren foi atingida enquanto caminhava à beira da estrada 224, em Utah, nos Estados Unidos. Os seus advogados alegam agora que o Google Maps é co-responsável pelo acidente, pois induziu-a a caminhar num percurso perigoso sem aviso.

O site Mashable notou que o site do Google Maps agora informa sobre a falta de área para pessoas caminharem ao lado da estrada, mas não o aplicativo para Blackberry, que ela terá consultado.

O Google não se pronunciou a respeito do caso.

Independentemente do erro no Google Maps, a dita senhora deve ser muito burra mesmo para não ter visto que a estrada não tinha passeio quando lá chegou. O comum dos mortais certamente que teria procurado uma alternativa menos perigosa, não?

Ou a senhora é burra, ou esperta demais, e estará à procura de um dinheirinho fácil… será?…

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...