suastica

A origem da cruz suástica

suasticaA cruz suástica ou cruz gamada ficou na memória como o infame emblema do holocausto, no entanto, este símbolo foi adoptado pelos nazis como um amuleto protector e acabou por perder o seu significado original, tornando-se no símbolo do nazismo. É provável que se nos cruzássemos na rua com alguém com uma cruz suástica, pensaríamos que era um simpatizante das ideias de Hitler, embora o mais lógico fosse (pelo menos na Ásia) pensar que simplesmente tinha um símbolo de boa sorte.

A forma mais comum da Cruz Gamada (chamada assim por ser semelhante a 4 letras Gamma surgindo a partir do mesmo centro) é aquela com os braços virados para a direita, e representa o Sol de Inverno, ao amanhecer e o acto da criação. A cruz com os braços virados para a esquerda é conhecida como Suástica e representa o contrário, o Sol de Outono, o ocaso e a destruição.

Desde a sua origem em tempos remotos que as cruzes suásticas foram utilizadas como protecção contra os maus espíritos, como símbolo de longevidade e de prosperidade China antiga, como escudo da deusa Ganesha na mitologia hindu (em contraposição com a Suástica, escudo da deusa Kali) e também relacionada com o deus Thor da mitologia escandinava. Esta cruz ainda era parte integrante dos estandartes das legiões romanas.

Os primeiros cristãos também fizeram uso delas, deixando inúmeras amostras em diversas catacumbas de Roma, local onde se reuniam para praticar o culto. Nos séculos posteriores, cruzes gamadas acompanharam algumas representações de Cristo. Outra associação feita é com os mações, os quais representam os quatro pontos cardeais com ela.

A cruz suástica sempre foi um símbolo de criação, de prosperidade e de boa sorte (pode mesmo ser encontrada em estátuas de Buda), até aos inícios do século XX e quando os nazis e a II Guerra Mundial alteraram o seu significado (pelo menos para nós acidentais). Talvez devidos aos seus laços com as antigas tradições nórdicas ou pela sua fama de amuleto protector, os nazis adoptaram este símbolo e quase conseguiram que nos recordemos mais da sua função como bandeira do nazismo do que da sua autentica historia e tradição.

1

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...