atila

A morte curiosa de Átila, o rei dos hunos

atilaDiz a lenda que por onde passava Átila, o huno, que a erva não voltava a crescer. Era um homem temível, cuja fama ainda hoje é conhecida. As cronicas históricas retratavam-no como muito violento, de grande valentia e com excelentes dotes para a luta corpo a corpo. Seria de esperar que a sua morte fosse nalguma batalha e montado no seu cavalo. No entanto, Átila encontrou a morte enquanto fazia amor com a sua esposa, durante as celebrações do próprio casamento.

Morreu no ano de 453. Naqueles tempos, os nobres e militares de altos cargos deixava-se levar em todo o tipo de excessos durante as festas e banquetes, que podiam durar meses seguidos. Obviamente que não faltava muito álcool, nem os banquetes mais luxuosos. Comia-se até ao limite e as mulheres estavam à sua disposição para todo o tipo de excessos, mesmo para o recém-casado.

Segundo alguns historiadores o problema de Atila teria sido uma hemorragia nasal que o acometeu enquanto fazia amor com a sua recém-esposa Ildico, de origem goda. As suas tropas, ao descobrirem o corpo sem vida, cortaram o cabelo e flagelaram-se com as suas espadas. Diziam que o melhor de todos os guerreiros não devia ser chorado com lágrimas mas com sangue. Foi enterrado num triplo sarcófago feito de ouro, prata e ferro, juntamente com parte das suas riquezas. Todos os soldados que participaram no funeral foram mortos para que nunca fosse descoberto o local secreto onde foram enterrados os restos mortais do rei dos hunos.

Outros cronistas dizem que Atila teria sido assassinado pela própria mulher. Aparentemente teria acontecido num descuido, tendo a sua cara sido trespassada com uma adaga. Esta versão foi explorada por muitas obras literárias, mas é contestada pelos especialistas, que dizem que esta versão foi uma resposta a fantasias românticas.

A morte de Atila marcou o fim do avanço dos hunos. Ninguém foi capaz de continuar as suas conquistas. O seu principal inimigo, o Império romano do ocidente, havia entrado em decadência, tendo sucumbido no ano de 476 às investidas dos povos do norte da Europa.

Sem comentários

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Subscrever grátis

Subscreve a nossa lista de email e recebe artigos interessantes e actualizações comodamente na tua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo não correu bem...